Estrias: conheça, evite e combata

Sua pele reflete o que você come
12 de outubro de 2018

Inimigas mortais mulheres de todas as idades, e com muita ocorrência em homens, as estrias marcam a pele de maneira incômoda, deixando-a feia e sem vida. Elas são temidas, mas será que as pessoas sabem como combatê-la, trata-las ou, sobretudo, como evita-las?

O QUE SÃO ESTRIAS?

As estrias surgem quando há a distensão exagerada da pele, que pode ser causada por diversos motivos, desde problemas hormonais ou em decorrência de processos naturais como a gravidez. É comum na puberdade, fase onde a pessoa cresce de forma acelerada, acontece comumente quando a pessoa engorda demais ou durante a gravidez quando a pele da barriga da mãe se estica demasiadamente.

Usando termos técnicos, elas são lesões provocadas pela ruptura das fibras de colágeno e elastina da pele, fibras que dão elasticidade e firmeza ao maior órgão do corpo humano. A degeneração dessas fibras elásticas da pele causam “cicatrizes leves” em formato de linhas paralelas que podem variar de 1 até muitos centímetro de extensão.

Elas podem ocorrer em ambos os sexos, mas é mais frequente nas mulheres. Podem surgir nas coxas, nádegas, abdômen e dorso do tronco. No inicio, se apresentam em colorações avermelhadas ou rosadas, evoluindo em seguida para tons mais claros; em pessoas de derme escura, as estrias costumam ficar com coloração mais forte que a pele. É comum, quando do aparecimento dessas lesões, que a pele fique com consistência flácida na área.

 

PREVENÇÃO

 As estrias, apesar de seu surgimento depender de tendências individuais, podem ser evitadas com hidratação intensa da pele, através da ingestão de pelo menos 2 litros de água por dia, e da utilização de cremes e loções apropriadas; é importante também manter alimentação e hábitos saudáveis – comer alimentos ricos em nutrientes necessários à saúde da nossa pele, assim como praticar exercícios para evitar o rompimento das fibras por aumento do peso.

TRATAMENTO

As estrias são lesões que não podem ser tratadas de modo a deixar a sua pele do jeito que era, ou seja, são irreversíveis. Não crie expectativas. Entretanto, existem soluções que melhorar significativamente o efeito delas no corpo. Desta maneira, o tratamento é unicamente estético e tem como objetivo melhorar o aspecto físico do corpo.

Várias técnicas podem ser empregadas para estimular a formação de fibras de colágeno nas lesões, as principais são peelings, subcisão, dermoabrasão, intradermoterapia e laser. Todos são procedimentos médicos, sendo fortemente necessária a recomendação clinica e supervisão profissional para realizá-los.