TRATAMENTOS

PREENCHIMENTO CUTÂNEO

INDICAÇÃO
O preenchimento cutâneo é normalmente utilizado quando o paciente deseja restabelecer a plenitude da juventude em seu rosto, através do aumento dos lábios, suavizar ou eliminar rugas, melhorar a aparência de cicatrizes, e definir melhor contornos superficiais.
Este procedimento oferece muitos benefícios, tantos quanto o lifting cirúrgico. Os seus resultados são imediatos, porém sempre são permanentes.

TRATAMENTO
O preenchimento cutâneo pode ser feito de duas maneiras: temporária e permanente/definitiva.

Temporária
As técnicas de preenchimento temporário utilizam a injeção com variadas substâncias, tais como: hidroxiapatita de cálcio, colágeno, ácido hialurônico e ácido poliláctico (único dessas substâncias que é sintética).

Permanente/Definitiva
Pode ser feito com o PMMA (polimetilmetacrilato), que contêm cerca de 20% de minúsculas microesferas de PMMA suspensas em 80% de gel de colágeno purificado. O PMMA é mais frequentemente usado para tratar rugas e sulcos de tamanho médio a profundo, principalmente pregas nasolabiais.

O PMMA está autorizado o uso pela ANVISA em pequenas quantidades.

Uma outra opção mais atual e definitiva de preenchimento, é através da utilização de enxertos de gordura do próprio paciente, que depois de tratada e centrifugada é reinjetada nos locais desejados para correção de rugas e sulcos ou aumento de volume na face.

RISCOS
O procedimento é normalmente seguro e causa poucas complicações. Os riscos mais comuns são: acne, anticorpos, ou rejeição ao material de preenchimento, sangramento, hematomas, coceira, migração/deslocamento do material de preenchimento para longe do local original, vermelhidão, erupção cutânea, inchaço, dormência temporária, etc.

CUIDADOS
O paciente pode retomar suas atividades imediatamente, não há qualquer contraindicação. Cuidado para não esfregar a área tratada de modo que o material de preenchimento permaneça intacto. A despeito de relativo inchaço ou hematomas no local, dentro de poucos dias a aparência do paciente volta ao normal, já com os resultados definitivos do procedimento.

RESULTADO
Os resultados do preenchimento cutâneo são percebidos em poucos dias. A face do paciente terá aparência rejuvenescida de imediato.

TRATAMENTO COM TOXINA BOTULÍNICA

INDICAÇÃO
A toxina botulínica tipo A é uma substância química muito utilizada em procedimentos estéticos de rejuvenescimento facial, que causa paralisia da musculatura, ajudando na redução de rugas e linhas de expressão causadas pelo envelhecimento natural do rosto.

Ela é aplicada através de uma injeção, com atuação minimamente invasiva e reduz de maneira temporária (dependendo de cada caso, pele e grau de enrugamento) as rugas faciais, ao redor das pálpebras, na região central do tórax. Também é muito utilizada para reduzir a transpiração das axilas e das mãos.

TRATAMENTO
A aplicação da injeção com a toxina botulínica, somente deve ser realizada por um profissional experiente e qualificado. A toxina age em músculos específicos da face, bloqueando os seus sinais nervosos e enfraquecendo aqueles que causam rugas, somente o médico especializado poderá saber quais são esses músculos. O procedimento leva menos de 15 minutos; a quantidade de aplicações dependerá de fatores diversos como suas características faciais e a extensão de suas rugas. O uso de anestesia não se faz necessário, nem existe tempo de repouso ou recuperação determinado.
Os nomes comerciais mais utilizados da toxina são: Botox, Prosigne, Dysport e Xeomin.

RISCOS
O procedimento é normalmente seguro e causa poucas complicações. Os riscos mais comuns são: hematomas e dor no local da injeção, vermelhidão, dor de cabeça, sintomas gripais, náuseas, fraqueza temporária facial, etc.

Em casos excepcionais pode ocorrer um efeito chamado de “vacina”, caraterizado pela perda do efeito desejado muita rapidamente e se dá por causa da presença de anticorpos específicos que o paciente pode portar.

CUIDADOS
Como este é um procedimento minimamente invasivo, o paciente pode retomar suas atividades normais tão logo quanto desejado. Deve-se apenas atentar para a recomendação de não esfregar ou massagear as áreas de aplicação da toxina, pois é possível que, como movimento ela se locomova para outra área do rosto do paciente, causando uma fraqueza parcial na região.

RESULTADO
Os resultados são notados dentro de poucos dias, no ciclo de uma semana o efeito desejado já poderá ser observado na sua forma definitiva. Porém, a duração deste efeito começa a desaparecer a partir do terceiro ou quarto mês, (quando a atuação da toxina botulínica se enfraquece) e acaba ao redor do 4º ao 6º mês.

TRATAMENTO DE ESTRIAS

As estrias surgem a partir de uma distensão/esgarçamento das fibras de colágeno do tecido cutâneo motivada por causas diversas como: gestação, ganho e perda rápida de peso, desenvolvimento do corpo na adolescência, fatores genéticos, etc. Ela se apresenta com aspecto linear e superfície visivelmente atrofiada. Na sua fase inicial é levemente avermelhada, quando esbranquiçada já está numa fase crônica.

Seu tratamento pode ser domiciliar ou profissional e dependerá da fase em que a estria se apresenta no corpo do paciente. No caso das estrias em fase inicial, o tratamento domiciliar com creme e esfoliação pode resolver com relativa facilidade, mas, quando brancas e grossas, já na sua fase definitiva, somente com a ajuda de um profissional especializado será possível combatê-las ou melhora-las.

As opções para o tratamento especializado são todas invasivas e podem ser realizados por médicos especialistas Cirurgiões Plásticos ou Dermatologistas. Os resultados podem ser alcançados com maior sucesso quando se utiliza mais de uma forma de tratamento ao mesmo tempo.

Os principais são:

  • DermaRoller, skin roller ou micro agulhamento: é um pequeno rolo com agulhas bem pequenas que chegam na epiderme deslizando na pele e colabora com a formação de novas fibras de colágenos e elastina, que vão aos poucos eliminando as estrias.


  • Carboxiterapia: procedimento no qual são aplicadas várias injeções de CO2 diretamente nas estrias, visando ao aumento da circulação de sangue na região, o que diminui e elimina a ocorrência de estrias. Ideal também na fase inicial.


  • Laser: técnica que também pode ser utilizada no combate às estrias e tem como objetivo a formação de novas fibras de colágeno, que ajudam a diminuir o tamanho e espessura das estrias.


  • Peeling de ácido retinóico: este procedimento consiste na aplicação do ácido em concentração ideal diretamente nas estrias para que as células mortas sejam retiradas do local, promovendo a produção do colágeno e tornando as estrias mais uniformes e finas.


  • Intradermoterapia: procedimento onde são aplicadas várias injeções com substancias químicas ao longo de toda a estria com a intenção de melhorar seu aspecto e diminuí-la.


  • Galvanoterapia: tratamento em que é utilizado um aparelho de corrente galvânica que através de estímulos elétricos favorece a penetração mais profunda de determinadas substâncias químicas, que estimula a formação de colágeno e elastina.